domingo, 24 de janeiro de 2016

Livro: Mais Uma Chance - Abbi Glines

Sinopse: "Grant Carter encontrou na doce e linda Harlow algo que não esperava ter: uma mulher com quem desejasse passar toda a sua vida. Para ficar com ela, precisou provar que não era apenas um playboy sedutor.
 Mas quando ela lhe contou um doloroso segredo, ele se deixou levar por seus medos mais profundos e pode ter destruído sua única chance de viver um amor verdadeiro.
 Desesperado por ter perdido sua paixão, Grant busca seu paradeiro, sem saber que ela se prepara para arriscar a própria vida por um sonho. Agora ele terá que conquistar a confiança de Harlow e decidir o que é mais importante: a segurança ou os sonhos da mulher da sua vida."

Comentando...

 Continuação do livro "A Primeira Chance", finalmente o leitor tem um desfecho para história de amor entre Grant Carter e Harlow.  E como sempre, não será nada fácil os dois ficarem juntos, pois uma situação inesperada surge na vida dos dois.

 Selecionei poucos trechos deste livro, pois destacar mais trechos é correr o risco de dar spoiler ( Quem já leu, sabe do que estou falando). Então segue as pequenas frases, cuidadosamente selecionadas:

'[...]Eu não esperava sentir qualquer coisa pela vida que poderia tirar Harlow de mim.Mas eu sentia.Eu sentia alguma coisa. [...] - Página 42.

"- Durante toda a minha vida, eu sonhei em ter alguém que me amasse como você me ama. [...] " - Página 42

" Era assim que as coisas deviam acontecer na vida? Não poderíamos ter o sonho inteiro, mas apenas parte dele? Podíamos ter apenas uma prova de algo, mas nunca a coisa inteira? - Página 104

 O livro ainda conta com o depoimento de Tammara Webber outra autora consagrada no gênero New- Adult.

“Uma história de amor comovente que só Abbi Glines é capaz de escrever.” –Tammara Webber, autora de Easy
 Chama minha atenção que Abbi cita em seus Agradecimentos ao final do livro, outras  ótimas autoras que já tive oportunidade de ler, entre elas, Colleen Hoover e Jamie McGuire.
 "Mais um chance" é uma leitura rápida, uma característica que Glines carrega é que ela não fica perdendo tempo em enormes descrições, faz capítulos curtos e em pouco tempo você  termina a leitura. Também temos as narrativas alternadas entre os personagens e isso foi muito bem utilizado na parte final do livro, em que fica claro o ponto de vista de cada um; sem esse artifício ficaria uma visão muito restrita dos acontecimentos.

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Livro: Um Beijo Inesquecível - Julia Quinn

Sinopse: "Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. 
 Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
 Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
 Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo"

Comentando...

Volume 7 da família Bridgerton e a autora não consegue perder seu encanto que faz o leitor virar avidamente cada página e ficar com pena quando mais uma aventura dos tão queridos personagens chega ao fim. 

 Logo no Prólogo, Quinn apresenta aos seus leitores o "nosso herói" como ela refere-se ao Gareth St. Clair, um mocinho impulsivo e inteligente... Definifivamente o par ideal para Hyacinth.

" [...] O dia em que não conseguisse fazer uma mulher sorrir seria o dia em que desistiria da vida e se exilaria. - Página 35

" - Você é realmente tão mau como dizem? - Indagou Hyacinth
 Ele se sobressaltou.Não esperava aquilo.
   -  Não - admitiu Gareth - , mas não conte a ninguém. " - Página 73

 A atora  sempre consegue em seus livros além do humor, acrescentar o toque de romance:

" - Ninguém disse que precisávamos passar juntos cada momento acordado, mas ao final do dia - ele beijou as suas sobrancelhas -, e na maioria do tempo durante o dia, não há ninguém que eu gostaria de ver mais, cuja voz eu preferia ouvir, cuja mente eu preferia explorar." - Página 252

 A protagonista tem o costume de ler para  Lady Danbury um romance chamado de "Miss Butterworth e o Barão Louco"  cuja a personagem aparece diversas vezes em um penhasco, Julia Quinn desenvolve tão bem essa pequena parte que faz o leitor desejar que tal romance existisse de verdade para ler, mas infelizmente é " uma ficção dentro de outra ficção" e como diria  Lady Danbury : "Humpf"

 Como bônus, que tal uma fotinho que como imagino "nosso herói"Gareth St. Clair e outra do casal ?

domingo, 17 de janeiro de 2016

Entrevista: Felipe Colbert

A entrevista de hoje, fica por conta do autor de diversos livros de sucesso como "Ponto Cego", "Belleville" e "Para Continuar". Ele também é Coaching literário e editor : Felipe Colbert.


1). Felipe, uma pergunta padrão que todo leitor ama saber, como autor quais foram suas referências (Autores que você é fã) ?

Eu tenho muitas referências na minha vida. Comecei lendo romances policiais, especialmente Agatha Christie, que particularmente, acrescento como sendo um excelente ponto de início para quem pretende ser escritor. Tem Gabriel García Marquez, que adoro. Sou muito ligado a autores mais contemporâneos, como Dan Brown e Dennis Lehane. E apaixonado pelos romances do John Boyne.

2). Tenho que perguntar sobre o livro "Para Continuar" que particularmente adorei. O livro envolve amor que em geral está associado ao simbolismo do coração, entretanto o protagonista sofre de uma doença justamente no coração. Ao final, o leitor sente ainda mais este contexto do coração como órgão e dele no sentido figurado. Essa ambiguidade foi algo proposital que fez desde que iniciou a escrita de "Para Continuar" ?

Foi proposital e percorre todo o livro. Quem me conhece, sabe o quanto eu prezo pelo planejamento antes de começar a escrever as cenas. Eu já havia desenhado todo o final do romance, antes de desenvolvê-lo efetivamente. Precisei conversar com pelo menos três cardiologistas para compreender e definir bem o problema de cardiomiopatia dilatada idiopática, que é a doença do protagonista, e efetivamente, construir o final do livro sem que ficasse "clichê" ou óbvio demais.

3). Futuros planos para outra obra sua publicada, pode dar alguma pista do que os leitores  podem esperar?

Por ter assumido recentemente o cargo de Editor de uma das maiores editoras do país, tenho tido pouco tempo para desenvolver algo novo. No momento, estou revisando alguns textos que estavam parados. Com certeza surgirá algo daí.

4).  Como você considera sua relação com o leitor ?

Sempre de aproximação. Sou um sujeito de fácil acesso. Gosto muito de ouvir opiniões e estimular minha criatividade junto aos leitores dos meus romances.

5). Sei que é difícil, mas fale de três livros que são os seus favoritos. Se possível, explique o motivo.

"O Menino do Pijama Listrado", de John Boyne, por ter um ponto de vista sensacional, o do garoto protagonista. "Sobre Meninos e Lobos", de Dennis Lehane, especialmente pela trama. E vou colocar um clássico aqui, "O Pequeno Príncipe", que todo mundo já deve ter lido na infância. Se não leu, precisa conhecer.

6). Por fim, por favor deixe um recado para os leitores do blog.

Costumo dizer que os blogs literários são parte essencial da máquina que gira o mercado editorial. Primeiramente, agradecer pela oportunidade. Em segundo, queridos leitores, podem ter certeza que virão muitas emoções no futuro. Afinal, essa é a função primordial de todo escritor: emocionar vocês. E espero que nós, autores, continuemos sendo completos nisso! Obrigado! 

quarta-feira, 13 de janeiro de 2016

Livro:A Traição de Natalie Hargrove - Lauren Kate















Sinopse: "Livro de estreia de Lauren Kate , autora da aclamada série Fallen , é um drama contemporâneo, inspirado no clássico de Shakespeare, Macbeth 
Natalie Hargrove mataria por uma chance de ser coroada a rainha do baile de Palmetto High. Mas Mike King, seu namorado, não parece tão empolgado para ser rei, e pode perder essa honra para o maior inimigo de Natalie, o irritante Justin Balmer. 
Determinada a impedir que isso aconteça, ela tem uma ideia de um trote perfeito para colocar Justin em seu devido lugar.
Tudo parece muito engraçado, até a manhã seguinte... E a partir daí, eles se envolvem numa perigosa trama para esconder seu segredo."


Comentando...

 Lauren Kate, digo que ela é uma das minhas autoras "queridinhas" e finalmente pude ler seu livro de estreia. Lauren me surpreendeu ao escrever em primeira pessoa. E faz isso tão bem quanto em terceira pessoa, mas dessa vez, ao invés de uma linguagem poética tão característica em seus livros,  encontra-se uma narrativa em que a protagonista consegue conversar com o leitor.

 Mocinhas e mocinhos? Longe disso, a autora inova adotando aos personagens principais características de vilões.

 Ao meu ver, esse livro teve um toque da famosa Queen Bee , Blair Waldorf,  de Gossip Girl. "A Traição de Natalie Hargrove" faz pensar se as circunstâncias de criação influenciam no comportamento de uma pessoa. Será que Natalie Hargrove teria outro comportamento se tivesse outra mãe?

 A  autora abusa de apelidos, não apenas nomes mas, personagens com nomes e sobrenomes! O que foi perfeito no contexto da trama.

 Não! Esse livro ainda não teve adaptação cinematográfica, mas ao ler, você só pensa: "Ok! Onde está o filme? ". Certamente seria um novo "Meninas Malvadas"

segunda-feira, 11 de janeiro de 2016

Livro:O Retorno de Izabel


Sinopse: "Determinada a levar o mesmo estilo de vida do assassino que a libertou do cativeiro, Sarai resolve sair sozinha em missão, com o propósito de matar o sádico e corrupto empresário Arthur Hamburg. No entanto, sem habilidades nem treinamento, os acontecimentos passam muito longe de sair como o planejado. Em perigo, Sarai nem acredita quando Victor Faust aparece para salvá-la — de novo. Apesar de irritado pelas atitudes inconsequentes dela, ele logo percebe que a garota não vai desistir de seus objetivos. Então não há outra opção para ele a não ser treiná-la. Com tamanha proximidade, para eles é impossível resistir à atração explosiva. Nem Victor nem Sarai podem disfarçar o que sentem, ou negar o desejo que os une. No entanto, depois de tantos anos de sofrimento e tantas cicatrizes emocionais, será que eles conseguirão lidar com um sentimento como amor? Só que Sarai — novamente na pele de Izabel Seyfried — ainda terá que passar por um último teste; um teste para provar se conseguirá viver ao lado de Victor, mas que, ao mesmo tempo, poderá fazê-la questionar os próprios sentimentos e tudo que sabe sobre esse homem."

Comentando...

O Retorno de Izabel é o segundo livro da série Na Companhia de Assassinos. Temos a continuação da história de Sarai. Ela tenta levar uma vida normal, mas para ela é impossível. Sarai deseja o mesmo estilo de vida de Victor.

"... o que mais quero é fazer as malas e voltar para aquela vida perigosa. A vida com Victor." Pág. 6

Em uma decisão imprudente e sem nenhum preparo, Sarai decide ir atrás de Arthur Hamburg sozinha. Ela não aceita que ele saia impune de seus crimes.

"Estou indo lá para matar um homem." Pág. 7

Porém, os planos de Sarai não acontecem como desejado e ela se vê em grande perigo. Victor aparece e salva Sarai.

"Fico magoada por suas palavras, mas sei que ele tem razão, por isso não discuto. Fiz merda. Uma merda muito grande." Pág. 37

Victor percebe que Sarai não vai desistir de seus planos e que não tem outra opção a não ser treiná-la. Sarai volta a utilizar a identidade de Izabel e começa a passar por testes. Será que Sarai será capaz de suportar os testes e ficar ao lado de Victor?

A leitura do segundo livro da série te prende do início ao fim. E ficamos torcendo para Sarai passar por todos os testes propostos por Victor.

No livro temos a visão alternada entre Sarai e Victor, nos dando uma amplitude maior da história. Também tem a visão de outro personagem, Fredik.

A relação entre Sarai e Victor intensifica-se e percebemos os sentimentos que cada um tem em relação ao outro, e como eles estão lidando com essas novas sensações.

Sarai tenta mostrar para Victor que pode ficar ao lado dele  nessa vida de perigos. Ela está em busca de vingança e decide que com ou sem a ajuda de Victor, ela vai atrás de seus planos. Mas sua vontade é ficar junto com Victor.

Ele acha que não deve deixar Sarai ficar ao seu lado, mas ele pesa as opções e decide que vai treiná-la. As emoções dos dois são conturbadas e eles vão questionar os sentimentos que têm.

"Parece que fomos feitos um para o outro, como duas peças de um quebra-cabeça que de início parecem não se encaixar, mas que se adaptam perfeitamente quando vistas pelo mais improvável dos ângulos." Pág. 66

"Mas a cada dia testemunho que ele está se abrindo mais para mim. E vejo que isso está se 
tornando mais fácil para ele." Pág. 86


O final do livro nos surpreende e nos deixa ansiosos para a continuação. O Cisne e o Chacal é o próximo livro da série e vamos descobrir um pouco mais sobre Fredrik Gustavsson. 

sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Entrevista: Autora Vanessa Bosso

E a entrevista de hoje, conta com Vanessa Bosso,  autora de livros de sucesso como "O homem perfeito" e "A  Aposta" publicados pela editora Novo Conceito. 

1) Vanessa, é um pergunta clichê, mas todo leitor ama saber. Quais são os autores que você é aquela fã de carteirinha? 

Tenho vários nacionais, mas para não dar briga, vou citar só os estrangeiros. Hehehehehehe. Isaac Asimov, J.J.Benítez, Dan Brown.

2) Como é o processo para escrever um livro, há alguma rotina que utiliza? 

Nada de rotina... quando bate a inspiração, sento e escrevo.

3) Até agora qual foi sua maior conquista na carreira como escritora? 

O case de sucesso na autopublicação, foi muito gratificante.

4) Um sonho? 

Bom, quero morar na praia!

5) Agora uma brincadeirinha: Se você pudesse escolher um personagem de qualquer livro para ser sua melhor amiga, quem escolheria e por que?

 A Melina de O Homem Perfeito. Ela é maluca como eu.

6) Por favor deixe um recado para os leitores do blog. 

Beijo imenso para a galera do eternamente princesa e aguardem novidades quentes em 2016!  < 3

domingo, 3 de janeiro de 2016

Lançamentos: Editora Arqueiro

Mal inicia o ano e a editora com ótimos lançamentos!  Segue aqui alguns:

Sinopse: "Ao internar a filha numa clínica, o pai de Brit acredita que está ajudando a menina, mas a verdade é que o lugar só lhe faz mal. Aos 16 anos, ela se vê diante de um duvidoso método de terapia, que inclui xingar as outras jovens e dedurar as infrações alheias para ganhar a liberdade. 
Sem saber em quem confiar e determinada a não cooperar com os conselheiros, Brit se isola. Mas não fica sozinha por muito tempo. Logo outras garotas se unem a ela na resistência àquele modo de vida hostil. V, Bebe, Martha e Cassie se tornam seu oásis em meio ao deserto de opressão. 
Juntas, as cinco amigas vão em busca de uma forma de desafiar o sistema, mostrar ao mundo que não têm nada de desajustadas e dar fim ao suplício de viver numa instituição que as enlouquece."
Sinopse: "Uma história de amor comovente que só Abbi Glines é capaz de escrever.” –Tammara Webber, autora de Easy
"Grant Carter encontrou na doce e linda Harlow algo que não esperava ter: uma mulher com quem desejasse passar toda a sua vida. Para ficar com ela, precisou provar que não era apenas um playboy sedutor.
Mas quando ela lhe contou um doloroso segredo, ele se deixou levar por seus medos mais profundos e pode ter destruído sua única chance de viver um amor verdadeiro.
Desesperado por ter perdido sua paixão, Grant busca seu paradeiro, sem saber que ela se prepara para arriscar a própria vida por um sonho. Agora ele terá que conquistar a confiança de Harlow e decidir o que é mais importante: a segurança ou os sonhos da mulher da sua vida."
Sinopse: "Toda a alta sociedade concorda que não existe ninguém parecido com Hyacinth Bridgerton. Cruelmente inteligente e inesperadamente franca, ela já está em sua quarta temporada na vida social da elite, mas não consegue se impressionar com nenhum pretendente. 
Num recital, Hyacinth conhece o belo e atraente Gareth St. Clair, neto de sua amiga Lady Danbury. Para sua surpresa, apesar da fama de libertino, ele é capaz de manter uma conversa adequada com ela e, às vezes, até deixá-la sem fala e com um frio na barriga.
Porém Hyacinth resiste à sedução do famoso conquistador. Para ela, cada palavra pronunciada por Gareth é um desafio que deve ser respondido à altura. Por isso, quando ele aparece na casa de Lady Danbury com um misterioso diário da avó italiana, ela resolve traduzir o texto, que pode conter segredos decisivos para o futuro dele.
Nessa tarefa, primeiro os dois se veem debatendo traduções, depois trocando confidências, até, por fim, quebrarem as regras sociais. E, ao passar o tempo juntos, eles vão descobrir que as respostas que buscam se encontram um no outro... e que não há nada de tão simples – e de tão complicado – quanto um beijo."