segunda-feira, 30 de março de 2015

Livro: O Lírio Dourado

Sinopse: "Em sua última missão, a alquimista Sydney Sage foi enviada a um colégio interno na Califórnia para proteger a princesa Moroi Jill Dragomir, e assim evitar uma guerra civil entre os vampiros que certamente afetaria a humanidade. Porém, a convivência com Jill, Eddie e principalmente Adrian leva Sydney a perceber que talvez os Moroi não sejam criaturas tão terríveis assim - e ela passa a questionar os dogmas que lhe foram ensinados desde a infância.
Tudo se torna ainda mais complicado quando Sydney descobre que talvez tenha a chave para evitar a transformação em Strigoi, vampiros malignos e imortais, mas esse poder mágico a assusta. Igualmente difícil é seu novo romance com Brayden, um cara bonito e inteligente que parece combinar com Sydney em todos os sentidos. Porém, por mais perfeito que ele seja, Sydney se sente atraída por outra pessoa - alguém proibido para ela. E quando um segredo chocante ameaça deixar o mundo dos vampiros em pedaços, a lealdade de Sydney será colocada mais uma vez à prova. Ela confiará nos alquimistas ou em seu coração?"
Comentando...
Sydney continua em sua missão de proteger a moroi Jill Dragomir. A convivência dela com os moroi Jill e Adrian e também o dampiro Eddie, faz com que Sydney repense em tudo o que lhe foi ensinado.
A minha vida era uma luta constante para reprimir meu medo do inexplicável e tentar, desesperadamente, encontrar uma maneira de explicá-lo.” Pág. 8
Ela começa um romance com Brayden, um garoto que parece perfeito para ela. Mas Sydney possui uma atração por alguém que é proibido.
“O que havia nele que conseguia quebrar toda a retidão e lógica em torno das quais eu construíra minha vida?” Pág. 110
Enquanto tenta conciliar seus sentimentos contraditórios, estranhos ataques estão acontecendo e Sydney precisa descobrir o que realmente está acontecendo.
“Para mim, era difícil e intrigante que nossos agressores fossem humanos...  Eu havia sido atacada pelos meus semelhantes, os supostos ‘mocinhos’, e não pelos demônios com presas que eu tinha sido ensinada a temer. Era um duro golpe na minha visão do mundo.” Pág. 188
O Lírio Dourado é o segundo volume da série Bloodlines.
Nesse livro Sydney está tendo que lidar com novos sentimentos, ela começa um namoro com um garoto que é parecido com ela, ela lê livros que falam sobre relacionamentos e tenta aplicar as teorias na vida real. Essas partes são bem engraçadas porque a Sydney não entende as pequenas sutilezas dos relacionamentos sociais. Ela começa a ter sentimentos por uma pessoa que é proibido para ela, e precisa entender o que está realmente sentindo.
Ela também está começando a conviver melhor com os vampiros, percebe que muitas das coisas que lhe foram ensinadas não eram totalmente verdade. Muitos dos medos ainda estão presentes, mas Sydney consegue lidar bem melhor com eles.
Em algumas partes do livro a narrativa é um pouco lenta, mas as cenas de ação não deixam que você largue o livro. Ele te prende até a última página.

O final do livro é surpreendente e vai te deixar querendo o próximo logo. 

quarta-feira, 25 de março de 2015

Livro: Segredos de um pecador



Sinopse: "Leona Montgomery foi criada na China. Com pai inglês e mãe portuguesa, aprendeu desde cedo a se adaptar aos costumes de outras terras e adquiriu uma cultura e uma sofisticação incomuns às mulheres de seu tempo.
Por isso, quando o pai, já viúvo, morreu, deixando os dois filhos em uma situação financeira difícil, Leona assumiu os cuidados do irmão caçula e os negócios da família.
Trabalhando pela recuperação da Montgomery & Tavares, ela viajou por diversos países, negociou com homens rudes e enfrentou piratas. Recém-chegada a Londres, agora espera fechar parcerias comerciais e dar sequência a uma investigação que o pai não pôde concluir.
Mas estar em Londres significa algo mais. Sete anos atrás, Edmund, um naturalista inglês, deixou Macau à noite, depois de um beijo de despedida que Leona nunca esqueceu, e retornou à Inglaterra.
O que Leona não poderia imaginar era que Edmund na verdade é Christian Rothwell, o marquês de Easterbrook, um homem poderoso envolto em mistérios – e que talvez se beneficiasse com o fim das investigações de seu pai. Dividida entre o dever e a tentação, é na cama do marquês que ela fará suas maiores descobertas."
Comentando...

  Confesso que tenho uma tendência a ter um certo "encantamento" com livros de romance histórico, afinal tem aqueles vestidos, em geral é na Inglaterra...

" Londres não silenciava à noite. Mesmo no inverno, uma energia invisível fluía pelo escuro, ecos dos anseios e medos, esperanças e alegrias que pulsavam por trás de venezianas e cortinas." -Página 49

...têm os verdadeiros Lordes. E o que falar dos mocinhos? Neste, o leitor conhecerá o marquês Easterbrook.Só para variar é um rapaz extremamente atraente, que sabe o que deseja e não mede esforços para conseguir seus objetivos. Pode até parecer um personagem um tanto que previsível, contudo a autora prova ao longo da leitura algumas diferentes facetas dele.

"As possíveis implicações de sua verdadeira identidade, para o passado e para o futuro, para os planos dela ali na Inglaterra, se misturavam...
[...] Restavam ecos de dos sofrimentos de sua juventude, mas Easterbrook não exalava mais a dor comovente..." - Página 16


" - Porque, quando o verão terminar, voltarei à minha vida real e ao meu verdadeiro destino.E porque você é Easterbrook." - Página 74

"Segredos de um Pecador" foi um desses romances que não decepciona .Madeline Hunter consegue criar uma atmosfera totalmente envolvente. Talvez, alguns fiquem um tanto que "confusos" apenas nas primeiras páginas porque a autora tem uma agilidade em sua narração e afinal é "tudo novo" para leitor, porque apesar de ser o volume 4 da saga "Rothwells", cada volume trata especificamente de um casal. Logo, caso não tenha lido livros anteriores, dará para entender a história; mas é inevitável algumas lacunas com digamos "poucos detalhes" e que será preenchida somente ao ler os outros livros.

Hunter é ph.D em história da arte então pode-se notar os conhecimentos dela postos como elementos em  sua ficção, como o mal causado pelo ópio.Ela coloca tal fato de uma forma que encaixa-se perfeitamente bem no enredo; sem ser algo "forçado" e sim uma parte importante no desenvolver do romance.  A autora tem sim, aquele toque "hot" em algumas páginas contudo cada ação  narrada tem um contexto.

"Nenhum sentimento de vitória se revelou nos olhos dele diante daquela resposta.Ele deu nela um beijo diferente, um beijo que fechou as portas daquela discussão". - Página 97

Para finalizar essa resenha, deixo uma fotinho de como imagino os protagonistas: Christian Rothwell ( Marquês de Easterbrook) e Leona Montgomery.

domingo, 15 de março de 2015

Lançamentos: Arqueiro

Segue aqui alguns dos lançamentos da editora Arqueiro, tem outros ótimos lançamentos mas esses vou deixar para postagens especiais.

Bruxa da noite (Primos O’Dwyer # 1), de Nora Roberts
Sinopse:"Com pais indiferentes, Iona Sheehan cresceu ansiando por carinho e aceitação. Com a avó materna, descobriu onde encontrar as duas coisas: numa terra de florestas exuberantes, lagos deslumbrantes e lendas centenárias – a Irlanda. Mais precisamente no Condado de Mayo, onde o sangue e a magia de seus ancestrais atravessam gerações – e onde seu destino a espera. Iona chega à Irlanda sem nada além das orientações da avó, um otimismo sem fim e um talento inato para lidar com cavalos. Perto do encantador castelo onde ficará hospedada por uma semana, encontra a casa de seus primos Branna e Connor O’Dwyer, que a recebem de braços abertos em sua vida e em seu lar. Quando arruma emprego nos estábulos locais, Iona conhece o dono do lugar, Boyle McGrath. Uma mistura de caubói, pirata e cavaleiro tribal, ele reúne três de suas maiores fantasias num único pacote. Iona logo percebe que ali pode construir seu lar e ter a vida que sempre quis, mesmo que isso implique se apaixonar perdidamente pelo chefe. Mas as coisas não são tão perfeitas quanto parecem. Um antigo demônio que há muitos séculos ronda a família de Iona precisa ser derrotado. Agora parentes e amigos vão brigar uns com os outros – e uns pelos outros – para manter viva a chama da esperança e do amor."
O voo da libélula, de Michel Bussi
Sinopse:"Na noite de 23 de dezembro de 1980, um avião cai na fronteira entre a França e a Suíça, deixando apenas uma sobrevivente: uma bebê de 3 meses. Porém, havia duas meninas no voo, e cria-se o embate entre duas famílias, uma rica e uma pobre, pelo reconhecimento da paternidade. Numa época em que não existiam exames de DNA, o julgamento estende-se por muito tempo, mobilizando todo o país. Seria a menina Lyse-Rose ou Émilie? Mesmo após o veredicto do tribunal, ainda pairam muitas dúvidas sobre o caso, e uma das famílias resolve contratar Crédule Grand-Duc, um detetive particular, para descobrir a verdade. Dezoito anos depois, destroçado pelo fracasso e no limite entre a loucura e a lucidez, Grand-Duc envia o diário das investigações para a sobrevivente Lylie e decide tirar a própria vida. No momento em que vai puxar o gatilho, o detetive descobre um segredo que muda tudo. Porém, antes que possa revelar a solução do caso, ele é assassinado. Após ler o diário, Lylie fica transtornada e desaparece, deixando o caderno com seu irmão, que precisará usar toda a sua inteligência para resolver um mistério cheio de camadas e reviravoltas. Em O voo da libélula, o leitor é guiado pela escrita do detetive enquanto acompanha a angustiada busca de uma garota por sua identidade."

segunda-feira, 9 de março de 2015

Livro: Intenso Demais

Sinopse: Ela ultrapassou perigosos limites e agora não há mais volta. Traição, amor e paixão. Chegou a hora da decisão de uma vida. Há quase dois anos, o namorado de Kiera, Denny, é tudo que ela sempre quis: apaixonado, carinhoso e totalmente dedicado. Quando os dois se mudam para outra cidade a fim de começar uma nova vida – Denny no emprego de seus sonhos, Kiera numa conceituada universidade –, tudo parece perfeito. Mas então, um imprevisto separa o feliz casal. Sentindo-se sozinha, confusa e carente, Kiera se aproxima de Kellan Kyle, o sexy e sedutor vocalista de uma banda de rock. No começo, ele é apenas um amigo em cujo ombro ela pode chorar suas mágoas, mas, à medida que sua solidão aumenta, o relacionamento ganha força. Até que, uma noite, tudo muda... e nenhum deles jamais será o mesmo.

Comentando...

Esse livro peguei emprestado da minha amiga Nathalie. Quando vi a capa e soube o nome da trilogia “Rock Star”, estes logo me chamaram atenção.E claro, a curiosidade para ler o livro, só aumentava a cada resenha lida e comentários dos leitores. Então, neste mês finalmente li “Intenso demais”.

 O livro trata basicamente de um problema bem conhecido em romances, o famoso “triangulo amoroso” que é o foco principal desta leitura. A narrativa é em primeira pessoa então temos todos os acontecimentos vivenciados pela protagonista, a Kiera, no entanto, isso não significa que o leitor vai gostar da protagonista ou entender os seus comportamentos. Confesso que quando peguei esse livro para ler, estava preparada psicologicamente para “não gostar” da protagonista e agora entendo porque inúmeros leitores sempre criticaram tal personagem. Kiera não sabe o que quer da vida, seus pensamentos são contraditórios e a autora tenta passar uma “inocência” em certas partes que sem sombra de dúvidas são inconsistentes ao que é apresentado no livro. Aí, você pergunta:  “Se na resenha, você lê que não gostaram da protagonista, então por que devo ler esse livro? “. Apesar da protagonista, o livro envolve o leitor, mesmo tendo partes um tanto que previsíveis, você se vê lendo as páginas e pensando “Oh! Isso realmente aconteceu?”.

“Intenso demais” é o volume 1 de uma trilogia, mas um fato que achei bom é que a autora tenta dar um desfecho nesse volume, então não foi aquele livro que quando termina a última página o leitor fica “Meu Deus! Preciso ler o próximo! O que vai acontecer? O personagem vai sobreviver?”. Então pode-se ler tranquilamente que não há nenhuma agonia quanto a isso.

 Em uma ponta do triângulo temos o personagem Denny que para mim foi pouco explorado fazendo que o leitor não se apegue a ele (O que provavelmente foi a intenção de S. C. Stephens ) e na outra temos o personagem Kellan Kyle que é o mais coerente do livro e motivo do leitor acabar torcendo pelo “happy end” e quando você percebe está finalizando o livro de 463 páginas.


 Só para variar, a seguir uma fotinho de como imagino Kellan ( à Direita) e o Denny ( o da esquerda). 

quarta-feira, 4 de março de 2015

Entrevista: Paula Cassim

Hoje, a entrevista fica por conta de Paula Cassim, autora do livro " Como reconquistar seu ex" lançado agora pela editora Sextante que é parceira aqui do blog. Antes da entrevista exclusiva, vamos conhecer um pouquinho mais da autora?

E agora sim, as perguntas e respectivas respostas:

1) Pergunta clichê mas que todo bom leitor ama saber, como surgiu a ideia de escrever "Como Reconquistar seu Ex"? 

 Escrevo sobre relacionamentos há mais de 10 anos.  A ideia de escrever este livro "como reconquistar seu ex",  se deu por conta da quantidade de pessoas que me procuravam contando suas histórias pedindo dicas para reconquistar alguém e que relatavam que literalmente haviam parado sua vida. Muita gente após o término do relacionamento acaba entrando em depressão, prejudicando seu profissional, faltando no trabalho ou saindo várias vezes de suas funções para ficar no banheiro chorando, entupindo o ex de mensagens ou ligando insistentemente. Além disso, muita gente acaba emagrecendo, deixando de se alimentar, enfim mudando completamente sua rotina, muitas vezes pensando até em desistir da vida achando que nada mais importa.No livro acabo mostrando que estas atitudes só acabam afastando cada vez mais a pessoa e em alguns capítulos a pessoa aprende a ficar mais forte e a passar por esta fase sem ter estas quedas que, infelizmente, são super normais.

2) Há pouco tempo, passou a tão conhecida "época de Carnaval" em que alguns namoros terminam para digamos "curtirem" a folia, o que você pensa sobre um fim de namoro assim? Será que vale voltar para o ex?

 Depende da idade, tudo são fases. Não podemos cobrar de jovens adolescentes que estão na fase de curtir, de conhecer gente nova, que se prendam em um relacionamento. Costumo dizer que esperamos 18 anos de nossas vidas para finalmente podermos beber, dirigir e ganharmos finalmente nossa tão sonhada liberdade, para logo em seguida nos prendermos em um relacionamento com alguém que não "deixa" a gente sair, dormir na casa de amigos, fazer o que queremos. É pior do que pai e mãe. Óbvio que se você tem um relacionamento onde exista parceria, cumplicidade, planos e a pessoa simplesmente dá a entender que terminou contigo para VIVER O CARNAVAL, o mais correto é partir para outra, antes que chegue outra data festiva. Mas se você está somente ficando com alguém, saindo, curtindo, sem pensar no futuro, também não poderá cobrar um relacionamento de adulto. Tudo depende do que você tem e de como vocês encaram o relacionamento.

3)Qual é a sensação quando alguém lê o que você escreveu e vem te procurar afim de comentar que se identificou em determinada parte da leitura ou seguiu algum conselho do livro que deu certo?

 A coisa mais gratificante no meu trabalho é justamente receber os feedbacks, não só de quem lê um livro meu, mas também de quem se identifica com alguma frase que eu posto, texto ou mesmo vídeo. É super bacana saber que o que eu escrevo atinge de forma positiva pelo menos uma pessoa, que acabou ajudando e dando forças para alguém que estava precisando. Tem gente que escreve por dinheiro, que ajuda esperando algo em troca. Eu amo o que faço simplesmente pelo prazer de saber que alguém está prestando atenção, e conseguindo identificar as mudanças positivas que devem ser feitas, principalmente quando aquilo lhe da forças para agir e conseguir alguma coisa ainda melhor para suas vidas.

4) Paula, agora como leitora, cite 3 autores que você é fã.

Eu gosto muito do Lauro Trevisan, do Lair Ribeiro e  Sherry Argov. Sou virginiana, gosto de livros que ensinam alguma coisa, que transformam e modificam algo dentro da gente. Também sou muito fã dos vlogueiros do Youtube. Procuro sempre pesquisar gente nova por lá que aborda assuntos diferentes do nosso dia a dia com bom humor. Temos excelentes "apresentadores", verdadeiros talentos mal aproveitados e que pouco a pouco vão ganhando seu espaço!

5) Seu sonho?

Viajar o mundo, conhecer o máximo de lugares possíveis. Cada lugar que passamos, acabamos conhecendo uma cultura diferente, uma maneira diferente de ver a vida, de levar a vida. Sem dúvida alguma é a maior e melhor escola que alguém pode ter, a melhor forma de se investir dinheiro. Bens materiais hoje você tem, amanhã você troca, vende, ou perde. Tudo aquilo que você vê, que você aprende e conhece, você carregará para a vida toda. É o bem que ninguém poderá tirar de você jamais.

6). Por favor deixe um recado especial para os leitores do blog. 

Só tenho a agradecer toda a parceria daqueles que já vem acompanhando meu trabalho assíduamente durante todos estes anos e dizer que eu aprendo muito com cada um de vocês. Acredite em você! Faça o seu melhor sempre. Viva a sua vida da melhor maneira e esteja sempre disposto a aprender e a ensinar. Não deixe jamais que alguém te empurre para baixo, ou pior, que sua vida dependa de outra pessoa. Seja extremamente independente. Surpreenda sempre. Deixe marcas. Cuide de você primeiro. Ninguém passa pelo que não tem que passar, mas o seu problema é do tamanho que você quer enxergar!

segunda-feira, 2 de março de 2015

Resenha: As Cores do Entardecer

Sinopse: “A sonhadora Isabelle e o determinado Robert desejavam, com todas as suas forças, se entregar à paixão que os unia. Mas uma jovem branca e um rapaz negro não poderiam cometer tamanha ousadia em plena década de 30, em uma das regiões mais intolerantes dos Estados Unidos, sem pagar um preço muito alto.
Diante dos ouvidos atentos da cabeleireira Dorrie, a história do amor trágico e proibido se desdobra, enquanto mudanças profundas se instalam em sua própria vida.
Com personagens humanos e, por isso mesmo, memoráveis, As Cores do Entardecer mostra que as relações afetivas muitas vezes são mais profundas que os laços de sangue. A cada etapa da viagem de Isabelle e Dorrie, as lições sobre otimismo e fé se multiplicam.”

Comentando...
Isabelle pede para sua cabeleireira Dorrie que a acompanhe em uma viagem.
"Então aqui estou eu, pedindo a ela que me conduza do Texas até Cincinnati, atravessando metade do país, para me ajudar com minhas questões." Pág. 10
Na viagem, Isabelle vai contar sua história a Dorrie. Como ela foi salva por Robert, um rapaz negro, filho da empregada de sua família.
"Parecia quase loucura, mas eu não conseguia deixar de pensar que algo maior do que nós havia acontecido, levando os dois a uma situação em que não tinhamos como evitar." Pág. 54
As Cores do Entardecer é um livro que me fascinou pela sinopse e me prendeu com a história de amor entre Isabelle e Robert. Me apaixonei pelo livro, a história me prendeu e me emocionou. Impossível de largar até a última página e ainda te deixa querendo um pouco mais. Na orelha do livro temos a informação de que a avó da autora se apaixonou por uma pessoa negra e que sofreu com o preconceito da época.
No livro, temos a visão dos dias atuais e dos tempos em que Isabelle se apaixonou por Robert. Também temos a visão de Dorrie, mostrando as coisas que acontecem na viagem que ela faz com Isabelle e os dilemas que ela está vivendo no momento.
Vemos que a relação entre as pessoas inter-raciais é conturbado, as desigualdades e o preconceito estão presentes. As dificuldades são apresentadas no decorrer do livro, vemos como os personagens se comportam diante delas e que conseguem enfrentá-las de frente.
"Mas, na realidade, essa pequena divisão existiria para sempre entre nós, pelo simples fato de sermos diferentes.
Fomos condicionados assim." Pág. 112
A jornada percorrida por Isabelle e Dorrie mostra o amadurecimento das personagens, elas vão ganhando coragem para enfrentar as dificuldades que terão pela frente. A capa do livro mostra o contraste dos dois lados da história que está sendo contada, a estrada que elas vão percorrer e o amor que foi vivido por Robert e Isabelle. Um livro que vai te deixar com lágrimas nos olhos.