sexta-feira, 31 de janeiro de 2014

Livro: Enfeitiçadas

Sinopse: "Antes do alvorecer do século XX, um trio de irmãs chegará à idade adulta, todas bruxas. Uma delas terá o dom da magia mental e será a bruxa mais poderosa a nascer em muitos séculos: ela terá poder suficiente para mudar o rumo da história, para suscitar o ressurgimento do poder das bruxas ou um segundo Terror.

Quando Cate descobre esta profecia no diário de sua mãe, morta há poucos anos, entende que precisa repensar seus planos. Qual sera a melhor opção: servir a Irmandade, longe dos olhos vigilantes dos Irmãos caçadores de bruxas, aceitar uma proposta de casamento que lhe garanta proteção e segurança ou abandonar tudo e viver um grande amor proibido?

Prepare-se para se encantar com os jovens pretendentes de Cate, abominar o ódio e a repulsa que os Irmãos dedicam a meninas e mulheres, e aguardar ansiosamente pela sequência de As Crônicas das Irmãs Bruxas."


Para finalizar esse mês, vou comentar de um livro que assim que soube do lançamento fiquei super curiosa! A editora Arqueiro foi uma fofa mandando como brinde um chapéu de bruxa e de novo tenho que comentar a capa que ficou uma simplesmente linda!

 O livro é contando em primeira pessoa, pela perspectiva da irmã mais velha Cate, ela é uma moça muito responsável ... E prestes a completar 17 anos carrega muitas preocupações, com a morte da mãe ela é responsável pelas irmãs, já que o pai vive ausente e vivendo em uma sociedade em que as mulheres são submissas ela tem até seu aniversário para  decidir sua vida. E as opções se resumem há:Encontrar um marido, ser uma irmã ( Tipo uma Freira) ou deixar os irmãos escolherem um marido...Para completar tem que esconder o fato que ela e suas irmãs conseguem fazer  magia, pois podem ser condenadas. Além das três irmãs, personagens como Paul e Finn merecem destaque... Paul conhece Cate desde criança ( vizinhos/amigos), mas ele esteve fora por um bom tempo e retorna, demonstrando interesse por ela. Já Finn é um rapaz intelectual que ama ler mas agora trabalha como jardineiro da família de Cate.

"Ele já me viu coberta de lama de chiqueiro.Já viu minhas mãos e meu rosto manchados de morangos.Costumávamos a rolar na encosta coberta de grama depois do lago até nossas roupas ficarem manchadas de verde.Mas ele nunca olhou para mim desse jeito.De repente, faz com que eu tome consciência de cada centímetro de mim mesma" - Página 53

"Dou um suspiro.Quero ficar chateada com ele por estar aqui, no meu lugar;por ser um garoto, com toda a liberdade que eu não tenho;por ser o tipo de filho inteligente que o Pai gostaria de ter.Mas ele faz com que isso seja difícil.Ele não é nem um pouco parecido com o pedante presunçoso que eu achava que ele fosse." - Página 89

 O que senti falta na leitura foi de mais diálogos ( Em que acontece diversas "coisas") pois no geral o que temos é a descrição de Cate sobre os acontecimentos.

Pesquisei sobre a autora e encontrei  no blog  internacional"BOOK PASSION FOR LIFE" uma entrevista com a autora. Selecionei a pergunta que creio eu que todo o leitor fica curioso:
"What was your inspiration for writing Born Wicked series? 
Like Cate, I’m the oldest of three sisters. I had a dream in which my sisters and I were fighting over a magical locket from our mother. There’s no locket in Born Wicked, but the idea of writing about sisters struggling with a complicated magical inheritance stuck."

Traduzindo...

Qual foi sua inspiração para escrever Enfeitiçadas?
 Como Cate, eu sou a mais velha de três irmãs. Eu tive um sonho em que eu e minhas irmãs estávamos brigando por um medalhão mágico de nossa mãe. Não há nenhum medalhão em Enfeitiçadas, mas a ideia de escrever sobre irmãs que lutam por algo mágico,  foi a herança .

Ah! Outra coisa intensante que encontrei sobre a autora é onde ela posta fotos que de certa forma acabam se  tornando inspiração para os seus personagens, o " Cahill Witch Inspiration Pinterest ". É bem bacana com fotos de atores, roupas...
Link:http://www.pinterest.com/jessica_shea/cahill-witch-inspiration/

A seguir uma montagem que fiz de Cate e Finn ( Obs: Nessa versão Finn sem óculos! Rsr)

domingo, 26 de janeiro de 2014

Livro:Tentação Ao Pôr Do Sol

Sinopse:" Poppy Hathaway está em Londres para sua terceira temporada de eventos sociais. Como nos dois anos anteriores, ela se hospedou com a família no hotel Rutledge. E, como nos dois anos anteriores, tudo indica que retornará a Hampshire sem ter encontrado um pretendente com quem se casar. Apesar de ser extremamente bonita e gentil, Poppy tem duas grandes desvantagens em relação às outras moças: sua inteligência deixa muitos homens acuados e o fato de vir de uma família tão pouco convencional faz com que os melhores partidos nem sequer a abordem. Mas o destino a coloca no caminho de Harry Rutledge, um homem de passado triste, que venceu na vida por conta própria e aprendeu a encarar tudo como um negócio. O dono do hotel não ama ninguém, confia em poucos e manipula todos. Porém, mesmo sendo tudo o que Poppy nunca almejou, ela não pode negar o fascínio que sente por ele. Quando Harry conhece Poppy, é tomado pelo desejo. Ele imediatamente tem a certeza de que a jovem será sua – e, para o bem ou para o mal, não mede esforços para que isso aconteça. Mas fascínio e desejo não serão suficientes para construir sua história, sobretudo quando uma traição põe em jogo as bases do relacionamento. Agora, é entre quatro paredes que eles tentarão resolver problemas e anular diferenças, num romance sensual em que seu futuro juntos pode mudar a cada toque, cada encontro, cada descoberta."

Primeiro é inevitável comentar a capa do livro que ficou :LINDA. Já li os dois livros da séria "Os Hathaways", cada um conta a história amorosa de um membro da família e esse foi o livro que mais gostei! Os motivos?


  Bom, a começar pela protagonista, Poppy é uma moça inteligente e romântica. "Tentação Ao Pôr Do Sol " não é aquele romance convencional, em que a mocinha se apaixona perdidamente por um rapaz perfeito.Acho que o fato de não se ter esse  mocinho perfeito que torna o livro perfeito.Harry Rutledge, como já é citado na sinopse realmente  não mede esforços para ter o que deseja. Uma fala que marca bem o personagem: 


"Não- Disse finalmente.- No conto de fadas que mencionou ontem à noite, eu provavelmente seria o vilão.Mas é possível que o vilão a trate melhor do que o príncipe teria tratado. " - Página 104

 A narrativa de  Lisa Kleypas continua de forma única e com uma descrição na medida certa, deixando o leitor sempre com vontade de virar as páginas e continuar a leitura.

"E ela seguiu pelo corredor com a camareira...sem suspeitar que o curso de sua vida havia acabado de mudar." -Página 24

"...Mas, como estava descobrindo,  algumas sensações são irresistíveis.E os beijos de Harry pareciam provocar uma resposta incontrolável de cada parte dela, um bombardeio de sensações. " - Página 89

"- Devo ter lido mais contos de fadas do que deveria.O certo é o príncipe matar o dragão, derrotar o vilão, depois se casar com a jovem donzela e levá-la para viver em seu castelo"; -Página 84.


                  A seguir uma montagem feita especialmente para o blog de como eu imagino Poppy e Harry.

sábado, 25 de janeiro de 2014

Filme: A menina que roubava livros

Sinopse: "Ao perceber que a pequena Liesel Meminger, uma ladra de livros, lhe escapa, a Morte afeiçoa-se à menina e rastreia suas pegadas de 1939 a 1943. A mãe comunista, perseguida pelo nazismo, envia Liesel e o irmão para o subúrbio pobre de uma cidade alemã, onde um casal se dispõe a adotá-los por dinheiro. O garoto morre no trajeto e é enterrado por um coveiro que deixa cair um livro na neve. É o primeiro de uma série que a menina vai surrupiar ao longo dos anos. O único vínculo com a família é esta obra, que ela ainda não sabe ler. Assombrada por pesadelos, ela compensa o medo e a solidão das noites com a conivência do pai adotivo que lhe dá lições de leitura."

" A menina que roubava livros" é uma adaptação do best-seller de Markus Zusak.Vou comentar  apenas como espectadora e não como leitora.

 Com um ótimo elenco e personagens por eles interpretados. Cada um carrega  algo especial:Hans ,o pai adotivo, é uma pessoa adorável. Max, um judeu, é misterioso e apaixonante. Liesel é simplesmente encantadora e me identifiquei com ela pelo o amor que sente pela leitura. 

O filme retrata de uma forma singular a Segunda Guerra Mundial e ao meu ver o que tornou o filme ímpar, foi a narrativa que é feita pela Morte.

 Como é possível de se imaginar "A menina que roubava livros" é um drama...Mas aquele tipo de drama que ensina algo:Palavras...

"...Todas as folhas, todos os pássaros, só estão vivos porque contêm a palavra secreta para a vida.É a única diferença entre nós e um pedaço de barro.Uma palavra.Palavras são vida, Liesel."

Finalizo a postagem com outra frase do filme que me marcou:

" No meu trabalho, encontro humanos no seu melhor.E no seu pior.Vejo seus defeitos e qualidades.E me pergunto como a mesma coisa pode ser ambos."

quarta-feira, 22 de janeiro de 2014

A redenção de Gabriel

Em dezembro, foi lançado nos Estados Unidos e rapidinho chegou aqui no Brasil o último livro da trilogia que deu o que falar.Com o título "A Redenção de Gabriel", confira a seguir a sinopse e algumas capas do livro.

Sinopse: "Parecia que eles seriam felizes para sempre. Mas toda relação tem seus conflitos.
Depois do escândalo em que se viram envolvidos em Toronto, Gabriel e Julia se casaram e se mudaram para Massachusetts, onde ele dá aula na Universidade de Boston e Julia faz doutorado em Harvard. Agora ela precisa provar que não vive à sombra do marido famoso. Mas parece que Gabriel não está pronto para ver a esposa caminhar com as próprias pernas. Quando ela é convidada a dar uma palestra em Oxford, surge seu primeiro conflito: a linha de pesquisa dela diverge da teoria dele.
Durante a conferência, os dois são obrigados a confrontar antigos rivais, entre eles a incansável Christa, que, ainda determinada a humilhar Julia, ameaça revelar um dos segredos mais obscuros de Gabriel.
Além disso, as coisas entre eles não vão muito bem. Isso porque Gabriel está ansioso para ter um filho, mas Julia quer concluir o doutorado primeiro.
Para ver realizado seu sonho de formar uma família, Gabriel terá que enfrentar fantasmas do passado. Será ele capaz de fazer isso? E será que a generosidade de Julia resistirá à ameaça de ver arruinada a carreira que ela tanto se esforçou para construir?
"A Redenção de Gabriel" é o desfecho brilhante dessa trilogia que arrebatou leitores no mundo inteiro."

segunda-feira, 20 de janeiro de 2014

Tradução: The Honey Trees - To Be With You


To Be With You

I climbed this hill watching so still
I took to the fears of all I held dear
But up on this height, a majestic sight
Flooded the skies
And how I could feel you near

Oh I could sail the world
Search through the darkest waters but
I'd never find
These golden eyes

I held the stars to light where you are
When your unfeigned heart called to me through the dark
Soaked in the sound that rose from the ground
There I could feel
I felt, I felt you near

Oh I could sail the world
Search through the darkest waters but
I'd never find
These golden eyes

Oh I'd wait for the seas to part
To be with you

Oh I could sail the world
Search through the darkest waters

Oh I could sail the world
Search through the darkest waters but
I'd never find
These golden eyes

Para estar com você  (Tradução)

Eu escalei essa colina, olhando tão calmamente
Eu tive medo de tudo que enfrentei, meu caro
Mas a esta altura, uma majestosa vista
Inundou os céus
E como eu pude sentir você próximo

Oh, eu poderia navegar o mundo
Procurar nas águas mais escuras, mas
Eu nunca encontraria
Estes olhos dourados

Eu guardei as estrelas para iluminar onde você está
Quando seu coração sincero me chamar através do escuro
Encharcado no som daquela rosa no chão
Lá eu podia sentir
Eu senti, eu senti, eu senti você próximo

Oh, eu poderia navegar o mundo
Procurar nas águas mais escuras, mas
Eu nunca encontraria
Estes olhos dourados

Oh, eu esperarei pelos mares se partirem
Para ficar com você

Oh, eu poderia navegar o mundo
Procurar nas águas mais escuras

Oh, eu poderia navegar o mundo
Procurar nas águas mais escuras, mas
Eu nunca encontraria
Estes olhos dourados


quarta-feira, 15 de janeiro de 2014

Livro:Lost Boys

Esse ano, a primeira postagem do blog foi uma entrevista com a querida autora Lilian Carmine, agora depois de ler o livro segue a resenha.


Sinopse: "O destino os aproximou. Mas poderá também separará-los? Joey Gray acaba de se mudar para uma pequena e estranha cidade, e está se sentindo um pouco perdida. Até encontrar um garoto misterioso e encantador bem próximo de sua casa. Mas Joey mal suspeita que Tristan Halloway tenha um bom motivo para estar sempre vagando pelo cemitério
da cidade... Perfeito para fãs de Stephenie Meyer e Lauren Kate, Lost Boys é uma história romântica e mágica entre uma garota e um fantasma."

 Agora comentando sobre o livro.... (NÃO tem Spoiler, pode ler tranquilo)

 Sabe aquele livro em que você não gosta de apenas um personagem e sim de vários? Então Lost Boys é exatamente assim! Ao longo da leitura me senti  amiga dos meninos de Lost Boys e tenho um carinho especial por cada um deles.  Um fato que amei é que a autora é fã da banda McFly, no final do livro nos agradecimentos ela cita os membros da banda, diversos capítulos tem inspiração na música deles.

A protagonista tem muita personalidade, adorei Joe (Ou melhor Joey). Ela corre atrás do que quer e achei ao estilo de Rose da famosa saga Vampire Academy . Tristan ( Suspiros por ele) ... Creio eu que toda leitora deseja ter um Tris em sua vida! (Eu PRECISO de um!)

 Lost Boys foi uma leitura em que várias partes me pegaram de surpresa, por exemplo, em geral nos livros, a mãe da protagonista fica meio que "alheia"  aos acontecimentos um tanto diferentes que acontecem com a mocinha, no entanto, em Lost Boys esse padrão é quebrado. A mãe sabe tudo!

 Ri com o livro, fiquei ansiosa ao revirar as páginas e com certeza Lost Boys entra na minha lista Top Top de livros favoritos. Agora entendo porque Lilian foi comparada a Lauren e Sthephenie, mas claro cada autor é único.

 Lilian Carmine conquistou um espaço no meu coração e termino a postagem com uma citação de Lost Boys que sempre vou guardar:

                              "A vida é cheia de possibilidades"

Dica: Concurso Literário


segunda-feira, 13 de janeiro de 2014

Seriado: Supernatural

Um seriado que já está um bom tempo na  telinha da televisão e confesso que quando começou   não assistia.O motivo ? Sabe aquilo "Medo de ter medo" então eu tinha isso! E o resultado depois que assisti ? Viciei.

 Realmente a primeira temporada do seriado é a mais "assustadora"no entanto as outras temporadas tem até alguns episódios cômicos.


 Para quem, não conhece ( Fato que acho difícil) o seriado basicamente conta a história de dois irmãos Sam e Dean Winchester, ambos vivem na tarefa de caçar o sobrenatural (Fantasma,Vampiro, demônio...) e cada temporada surgem grandes problemas.


 Sam e Dean apesar do laço sanguíneo, possuem personalidades bem diferentes.

 Outra característica que marca o seriado, é nos finais da temporada tem a música "Carry On My Wayward Son" da banda Kansas.Por falar nisso a trilha sonora de Supernatural é repleta de ótimos rocks antigos. Também, não posso esquecer de citar  os famosos distintivos falsos do FBI, que os  personagens apresentam  para obterem informações dos casos que investigam

O que volta e meia acontece no seriado é os irmãos queimando um esqueleto ou algum pertence da pessoa morta com sal, álcool e fogo. Costumo brincar que esse é o Kit sobrevivência Supernatural . Detalhe:Antes de jogar o fósforo aceso tem que ter um momento de reflexão.









                                  Supernatural, um seriado que entrou rapidinho na minha lista de favoritos.

quinta-feira, 2 de janeiro de 2014

Livro:Princesa Mecânica


Um livro repleto de acontecimentos então não recomendo a leitura em um único dia, pois é bastante informação para assimilar. Apesar que a "surpresa" eu e uma amiga já havíamos desvendado, pois Cassandra joga diversas pistas sutis em seus outros livros, uma charada que se prestar atenção o leitor mata antes da leitura de Princesa Mecânica.


 Se gostei da leitura? Não, não gostei.Na verdade, eu AMEI! Houve páginas finais que meus olhos ficaram ardendo e definitivamente meu amor por Will Herondale só aumentou. Mas claro, que não posso destacar somente este personagem, pois todos nesse livro tem algo peculiar que chama atenção do leitor
.

Mais uma vez, Cassandra Clare com suas
palavras conseguiu demonstrar o porque amo tanto o  universo por ela criado de caçadores de sombras e suas aventuras.Admiro cada vez mais sua narrativa que ao meu ver é  ímpar.

"Que às vezes, quando não consegue decidir o que fazer, finge ser uma personagem de um livro, pois é mais fácil resolver o que ela faria" - Página 62

"-Sabe aquela sensação-disse ela-, quando está lendo um livro, e percebe que vai acontecer uma tragégia? Você sente o frio e a escuridão se aproximando, vê a rede se fechando em torno dos personagens que vivem e respiram nas páginas.Mas está preso na história como se fosse arrastado por uma carruagem, e não consegue largar nem mudar o percurso? "- Página 62

"Será que ele teria conseguido isso sozinho?Nossos corações precisam de um espelho, Tessa.Enxergamos o melhor de nós naqueles que nos amam.E existe uma beleza que só a brevidade oferece." - Página 151

"Quero que seja feliz, e ele também.No entanto, quando você atravessar a igreja para encontrá-lo e se unir a ele eternamente, estará pisando uma trilha invisível de cacos de meu coração, Tessa.Eu abriria mão da minha própria vida por qualquer um de vocês.Morreria pela felicidade dos dois.Achei que talvez, quando me disse que não me amava, que meus sentimentos fossem diminuir e atrofiar, mas isso não aconteceu.Eles crescem a cada dia.Eu a amo mais desesperadamente neste momento do que jamais fiz, e daqui a uma hora amarei ainda mais.É injusto eu lhe dizer isso, eu sei,quando você não pode fazer nada a respeito.-Respirou fundo e trêmulo.-Deve me odiar."- Página 157

"Ela sempre imaginou como alguém podia ficar sozinho com outras pessoas.Se alguém estava com álguém, então não  estava sozinho por definição, ela não  estava sozinha certo? Mas sentia-se completamente sozinha agora."-Página 173


"Viver não é apenas sobreviver" - Página 367

"Todo encontro levava a uma partida, e assim seria, enquanto a vida fosse mortal.Em todo encontro, havia um pouco de tristeza da separação, mas, em toda separação, havia  um pouco da alegria do encontro." - Página 387

"Naquele instante, ela o achou bonito, mas agora pensava nele como algo completamente diferente.Era Will, com toda a sua imperfeição perfeita; Will cujo coração podia partir facilmente quanto ser guardado com cuidado; Will, que não amava sabiamente, mas completamente e dando tudo de si."

"Tess, Tess, Tessa 
Já houve algum som mais belo que seu nome?Dizê-lo em voz alta faz meu coração tocar como um sino.Estranho imaginar isso, não?-Um coração tocando?Mas quando você me toca, é assim que me sinto, como se meu coração soasse no peito e a música percorresse minhas veias e expludisse meus ossos com alegria." - Página 399
"...Que as palavras têm o poder de nos transformar.Suas palavras me transformaram, Tess, me fizeram um homem melhor.A vida é um livro, e há mil palavras que ainda não li.Leria com você, quantas vezes pudesse, antes de morrer..." - Página 411

quarta-feira, 1 de janeiro de 2014

Entrevista: Lilian Carmine

Começo a primeira postagem do ano com a autora do livro "Lost Boys" que já considero muito querida, Lilian CarminePara quem ainda não conhece, apesar do título em inglês e o livro originalmente  ter sido escrito em tal idioma...Lilian Carmine é brasileira! 

 Antes da entrevista tenho que contar a breve historinha de como conheci  esse livro. Por acaso, em uma visita básica na livraria, "Lost Boys" me chamou atenção, quando viro o livro e leio no verso  a seguinte declaração:

" Perfeito para fãs de Sthephenie Meyer e Lauren Kate, Lost Boys é uma história romântica e mágica entre uma garota e um fantasma"

Pensei: "Ok! Acho que esse livro foi feito para mim, vou gostar". No entanto, ao ler a orelha do livro soube que a autora morava em São Paulo e logo nas primeiras páginas mostra que o livro foi traduzido. Nesse mesmo dia, ao chegar em casa fui correndo pesquisar e então "conheci"a Lilian Carmine, uma autora nacional que foi publicada primeiro fora do país e por uma grande editora. Entrei em contato com ela que foi super atenciosa!Fiquei sorrindo para o computador quando ela me respondeu no primeiro e-mail. Neste, comentei sobre minha descoberta de Lost Boys, também mandei o link do  meu livro que tenho publicado em formato digital pela  pela Novo Conceito e ri ainda mais quando ela comentou do pseudonônimo que uso ( Pois Lilian Carmine também é um pseudonônimo que a autora usa): "Curti seu pen name também, Liza Jones parece nome de rock star! \o/".  

 Enfim, depois da troca de e-mail já tenho meu lindo exemplar de Lost Boys na minha estante ( Aguardem que farei resenha) e claro pedi a Lilian  uma entrevista aqui para blog:


 1) Pergunta clássica para todo autor, qual inspiração para escrever, neste caso,  "The Lost Boys" ?
Música é minha principal fonte de inspiração.
Eu tive uma música de soundtrack tocando para cada capítulo que escrevi do livro e até postei em meu blog uma play list com todas as músicas que me inspiraram para quem quiser acompanhar a história com as músicas tocando ao fundo.

2)Comenta um pouco da dificuldade em encontrar uma editora.E qual o conselho que você dá para autores novatos?
Não posso comentar de dificuldades, porque essa não foi a experiência que tive. Desde o início da minha jornada publicando a história online no Wattpad (um site canadense para e-books gratuitos) onde recebi mais de 33 milhões de acessos por capítulo, até a publicação do livro pela Random House UK, fui muito afortunada no retorno que tive dos leitores e nas oportunidades que recebi para publicar o livro.
Mas sei que meu caso é exceção e que a maioria dos autores lutam com muito esforço para conseguir uma chance no mercado literário.
Sou muito grata pelo apoio e carinho que sempre tive dos leitores e fãs do Lost Boys.

3)Autores que você é fã ?
Tenho muitos favoritos, mas para listar alguns: Terry Pratchett, James M. Barrie com seu espetacular ‘Peter Pan’, Michael Ende com ‘A História sem Fim’, J.R.R.Tolkien, Michael Crichton, Stephen King, Anne Rice, Charlaine Harris, J.K.Rowling , todos os clássicos de horror como ‘Drácula e ‘Frankenstein’; Sir Arthur Conan Doyle (Sherlock Holmes series), os poemas de Fernando Pessoa, Shakespeare (‘Romeo e Julieta’ e ‘Sonhos de uma Noite de Verão’ são meus favoritos), ‘As Fábulas de Esopo’, os Contos de Fada dos Irmãos Grimm e de Hans Christian Andersen, L. Frank Baum com ‘O Mágico de Oz’, Lewis Carroll com ‘Alice no País das Maravilhas, e muitos, muitos outros.

4) Cite 3 livros que te marcaram.Se puder explica o motivo.
Todos esses livros citados acima me marcaram muito, e foram parte da minha vida enquanto crescia até os dias de hoje.

5)Muitos livros viram filmes, se acontecesse isso com o seu que atores escolheria para viverem os protagonistas?
Não tenho ninguém específico de casting para os meus Lost Boys.
Essa é uma tarefa bastante difícil, porque os personagens estão tão claros em minha mente, é complicado encontrar pessoas que se encaixam perfeitamente com a visão que tenho em minha cabeça.
Deixo para os fãs a tarefa árdua mas divertida de encontrar seus artistas favoritos para interpretar cada personagem do livro. ;)

6) Música te influência na hora de escrever? 
Sim, muito importante! É a maior influência que tive e ainda tenho para escrever.

7)Como foi sua reação de ter o livro publicado ?
Fiquei incrivelmente feliz desde o dia em que fechei contrato com a Random House e continuo igualmente feliz até o dia de hoje. Ter o livro publicado e lido é o sonho de qualquer escritor.

8) Já tem projeto para outros livros?
Estou trabalhando no momento da finalização da edição do segundo livro da trilogia (The Lost Girl, lançamento planejado para 2014) e assim que terminar esse trabalho, começarei a planejar e escrever o terceiro livro que deverá ser lançado em 2015.

9) Vou citar algumas palavras e você responde a primeira coisa que surgir em sua mente.
- Um medo: Não aproveitar a vida ao máximo e com todas as possibilidades que ela tem pra oferecer.
-Um amor: Meu marido, livros e viagens pelo mundo afora.
-Uma música: Uma favorita diferente a cada nova semana, sempre descobrindo novas músicas.
-Um sonho: Poder viver de escrever livros.

10)Por fim, deixe um recado para os leitores do blog.

Espero que os leitores gostem do meu livro Lost Boys.
Para quem está curioso para saber mais sobre a história, o livro é sobre um amor que resiste a tudo, ao tempo e à morte. Mas não é somente sobre romance.
É também sobre o poder da amizade, a paixão por música e uma valente heroína que nunca desiste e que lutará pelo que acredita e por quem ama com todas as suas forças.
O livro tem romance, sobrenatural, ação, feitiços de ano novo, seres sobre humanos e um grupo de garotos fantásticos em uma aventura mágica com uma garota muito especial.

Links: