terça-feira, 27 de agosto de 2013

Livro:Liberta-me

“Liberta-me” é continuação do livro “Estilhaça-me”. Então se ainda não leu o primeiro volume corre lá para ler.
 Alguns falam mal da escrita da querida autora Tahereh Mafi, pela constante repetição de  palavras, as metáforas fortes, a exposição dos sentimentos e delírios da personagem Juliette, eu particularmente me tornei fã da autora. Ela escreve incrivelmente bem, e todas as características de sua escrita que alguns leitores reclamam tanto é justamente o que mais gosto, pois se torna uma leitura rica...Realmente quem gosta de uma leitura  “simples” não é o tipo de leitura recomendada. Mas comentar que a autora escreve mal... Só demostra o quanto não  se entende o conteúdo da história abordado por Tahereh e a complexidade de seus personagens.  
Por falar em personagens, um que deixa os leitores divididos é Warner, um  charmoso vilão... Em Liberta-me os leitores poderão entender mais as atitudes dom personagem, não vejo a hora de  poder ler o terceiro volume, já aguardo ansiosa. A seguir alguns trechos desse livro:

" Porém, o tempo está além de nossa compreensão finita. É interminável, existe fora de nós; não podemos ficar sem ele nem o perder de vista nem achar uma forma de segurá-lo. O tempo continua mesmo quando não continuamos" 

"É o beijo dos beijos que nos faz perceber que o oxigênio não é tão importante quanto dizem." 

“– Livros, – ele está dizendo, (…) – são facilmente destruídos, mas palavras vão viver enquanto as pessoas possam se lembrar delas. Tatuagens, por exemplo, são muito difíceis de esquecer. Eu acho que há algo sobre a impermanência da vida nestes dias que torna necessário gravar tinta em nossa pele. Ela nos lembra que nós fomos marcados pelo mundo, que ainda estamos vivos. Que nunca vamos esquecer.”

“– Eu quero ser seu amigo. Eu quero ser o amigo pelo qual você se apaixona perdidamente. Aquele que você toma em seus braços e em sua cama e no mundo particular que você mantém preso na sua cabeça. Eu quero ser esse tipo de amigo,  ele diz.  Aquele que vai memorizar as coisas que você fala bem como a forma dos seus lábios quando você as fala. Eu quero conhecer cada curva, cada sarda, cada tremor do seu corpo, Juliette- (…) Eu quero saber onde tocá-la, eu quero saber como tocá-la. Eu quero saber como convencê-la a esboçar um sorriso só para mim. Sim,  ele diz.  Eu quero ser seu amigo. Eu quero ser seu melhor amigo no mundo inteiro.” 

segunda-feira, 26 de agosto de 2013

Lançamento:Grupo Editorial Pensamento

AMBER HOUSE
Onde o Passado e o Futuro se Encontram
Kelly Moore – Tucker Reed – Larkin Reed

Descrições exuberantes e uma trama intrincada impulsionam este thriller, que ultrapassa as fronteiras entre o realismo mágico, a ficção fantástica e as histórias de fantasmas e horror. Com um toque de romance e glamour clássico, Amber House é uma história rica, inusitada e absolutamente fascinante.” – Publishers Weekly

Sinopse: "Sarah nunca tinha pisado em Amber House, a imponente propriedade pertencente à f
amília havia três séculos, onde dizem estar escondidos diamantes entre aquelas paredes. Ao se mudar com seu irmão e sua mãe, a garota logo se sente atraída tanto pelo belo Richard, que lhe apresenta um mundo de riqueza e privilégios, quanto pelo enigmático Jackson, que a desafia a encontrar os diamantes. Sarah começa a ter visões da história da mansão e pouco a pouco, descobre os segredos de Amber House: crimes antigos e traições recentes. Ela precisa descobrir logo as respostas para todos os enigmas existentes, antes que o passado aprisione a todos para sempre."

"KELLY MOORE imaginou Amber House enquanto estudava Direito na universidade, e um primeiro esboço da história foi escrito em meados da década de 1980. Quando suas filhas TUCKER e LARKIN REED descobriram o manuscrito alguns anos atrás, as três decidiram reescrevê-lo juntas.

Tucker atualmente estuda na University of Southern California, enquanto Kelly e Larkin vivem em Jacksonville, Oregon, em uma casa cheia de antiguidades."

quinta-feira, 22 de agosto de 2013

Filme:Os instrumentos Mortais - Cidade dos Ossos

 Finalmente assisti ao aguardado filme “Os Instrumentos Mortais- Cidade dos Ossos”. Com muita gritaria, risos e suspiros dos fãs da saga. Se gostei do filme? Amei, e com certeza essa foi apenas uma das vezes que assisti, pois pretendo ver milhares de vezes!
 Soube que para variar teve crítico de cinema fazendo comentários negativos, porém acho que o que vale mesmo é a opinião dos fãs que leram, acompanharam desde a possibilidade do livro virar filme, a escolha de elenco  até o resultado final. Então como fã da saga desde  início ( Quando comecei a ler os livros, quase ninguém conhecia ou dava importância, cheguei a procurar Spoilers por sites internacionais e traduzir no famoso Google tradutor, já que aqui no Brasil ainda havia pouca coisa da saga), minha opinião é que o filme atende as expectativas e ficou ótimo! 

 O elenco realmente   foi bem selecionado, no começo confesso que critiquei MUITO a escolha do ator Jamie Campbell Bower, como o Jace, no entanto fiz um “preparo mental” para  mudar de opinião, vi alguns episódios da seriado  Camelot que o ator fazia, vi entrevistas, o ator  cantando ( Ele canta e toca super bem!) e claro vi o trailer milhares de vezes, quando me dei conta me encantei pelo ator e no filme não pode ser diferente, Jaime com certeza captou a essência do personagem ( Não foi a toa que arrancou suspiros do público feminino no cinema). Já a escolha da protagonista Clary Fray que foi a atriz Lilly Collins ( atual namorado de Jaime Campbell), não decepcionou e me convenceu em seu papel. Outras escolhas perfeitas para o filme foi o  ator Nathan de Misfits,  o até então “desconhecido” pelo grande público, interpreta Simon, o nerd melhor amigo de Clary.; Kevin Zegers como o Alec Ligthwood dá um show de interpretação.

Godfrey Gao que interpreta o poderoso Magnus Bane, parece realmente um personagem saindo do livro (igualzinho) e Jemima West como Isabelle Lightwood também foi outra aposta certa nesse elenco!
 Como SUPER fã da autora Cassandra Clare, admito que o livro é melhor que o filme. E este realmente foi BASEADO no livro, não é igual, também ressalto que para o filme ser uma cópia fiel ao livro necessitaria de no mínimo 4 horas de duração.
 A seguir uma breve listagem do que está diferente do livro:

- Primeiro, o Simon NÃO vira rato. Entendo que não se pode ter todos os detalhes, mas essa parte no livro é hilária, senti falta disso no filme;
- Revelam a intriga do livro que na verdade Clary e Jace não são irmãos, ( Fato este que  é revelado somente no terceiro livro – Cidade de Vidro), mas ao meu ver foi uma jogada estratégica do diretor do filme, pois deve ter ficado com receio de haver rejeição do romance vivido pelos protagonistas por parte de quem não leu o livro.
- Não temos a moto que voa por energia demoníaca
- Já é revelado que Simon foi mordido por vampiros ( Isso é somente em “Cidade das Cinzas”)
- Apesar do excelente ator escolhido para viver o vilão Valentim Morgenstern, as trancinhas do personagem não convenceram.
- Colocaram TUDO para acontecer no Instituto, a luta com Valentim, a ida até Cidade dos Ossos;
- Clary fazendo obcessivamente os desenhos da runa (Não tem essa parte no livro)

Entretanto apesar dessas diferenças os fãs puderam se deliciar com partes que foram totalmente fieis, falas de frases retiradas iguaizinhas ao livro. Amei quando pude ver projetado na tela do cinema Jace comemorando o aniversário de Clary com uma pedra e uma maçã! Finalmente agora me entenderão, pois sempre comentei que pedra e maçã eram os presentes desejados de aniversário.


  Muita ação, uma excelente história, ótimo elenco, efeitos especiais e trilha sonora... “Os Instrumentos Mortais- Cidade dos Ossos” é um filme que tem tudo para ser um grande sucesso e já aguardo ansiosamente a continuação!

terça-feira, 20 de agosto de 2013

Filmes e Clássicos da Literatura

Amo um bom filme de comédia romântica, entretanto sei que muitos fazem pouco caso dos queridos filmes, pesquisando soube que muitos foram inspirados em clássicos da literatura. A seguir fiz uma breve listinha :



Filme: Ela é o cara ( She's the Man): Já vi esse filme muitas vezes e para minha minha surpresa só agora descubro que tal filme é inspirado na obra  Noite De Reis  de William Shakespeare. Fui pesquisar melhor essa obra, e são muitas as referencias que o filme faz a essa peça. Primeiro  o nome dos personagens principais, os irmãos gêmeos  Viola e Sebastian, depois a personagem  Olívia que se apaixonará por Viola quando ela se disfarça como homem, dando uma terrível confusão.




Filme: As Patricinhas de Beverly Hills ( Clueless): Perdi a conta de quantas vezes assisti, centenas, milhares.... Inspira-se no livro Emma  da autora Jane Austen. Assim como a protagonista do filme Cher, a personagem literária Emma é rica e vive com seu pai.Mais uma vez temos um personagem cujo o nome se manteve, Elton. Tanto no filme quanto lo livro a protagonista tenta fazer ele se interessar por sua amiga, mas este não demostra interesse e depois revela estar interessado em Emma ( no Filme Cher).



 

Filme: Ela é demais (She's All That):  Filme fofo de sessão da tarde, mas se analisarmos pode-se perceber a semelhança com a obra Pigmaleão de George Bernard Shaw, em ambas histórias, o protagonista aposta com amigo que conseguirá fazer  a mocinha se tornar "popular", no caso da peça uma  dama da alta sociedade.





Filme: 10 Coisas que odeio em você ( 10 Things I Hate About You) baseado  em em  A Megera Domada de William Shakespeare Novamente o nome dos protagonista são mantidos e  a história central é a mesma; Bianca  que tem vários pretendentes amorosos, diferentemente de sua irmã, não quer ficar solteira...O pai decide que Bianca pode namorar, desde que sua irmã, Katharina arrume um pretendente.



Então se pensa que filmes assim, só tem a intenção de entretenimento, vejam o quanto nos acrescenta  culturalmente.

segunda-feira, 19 de agosto de 2013

Dica de leitura: Vortex


Galera uma dica de ótima leitura é o livro Vortex da autora Julie Cross. Esse livro é continuação de Tempest, livro que adorei, a seguir link  da resenha feita:
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/2012/09/livro-tenpest.html

 E a autora foi tão fofa que também consegui uma entrevista exclusiva com ela:
http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/2013/06/entrevista-julie-cross.html


Sinopse de Vortex:
"Jackson Meyer agora é um agente secreto da Tempest, a misteriosa divisão da CIA responsável por oferecer proteção contra todas as ameaças relacionadas a viagens no tempo. Preso no passado após a tentativa de salvar Holly, ele tenta apagá-la da sua vida para não colocá-la em perigo. Mas o Eyewall, um departamento rival da CIA, descobre sua antiga ligação com Holly, colocando novamente em risco a vida dos dois, assim como a de seus parceiros. Eles irão descobrir que a realidade em torno deles é muito diferente do que pensavam."

          Se ainda não leu nenhum livro da autora, corre pois é bom demais.

sábado, 17 de agosto de 2013

Livro:Cidade das Almas Perdidas

 Quinto livro da saga "Os Instrumentos Mortais", mais uma vez, os fãs não vão se decepcionar.  


 Esse foi o livro de casal por toda a parte, fiquei com receio do querido personagem Jace não aparecer muito, contudo para  a alegria, ele  aparece muito (Como sempre!). Esse livro em especial, faz muita referência ao primeiro volume "Cidade dos Ossos" e pude matar a saudade! 

 Há muito romance, ação, tristeza, risos... Uma verdadeira mistura de emoções.

Adoro colocar trechos do livro, principalmente o de Cassandra com sua analogias e narrativas sem igual. Mas gostei TANTO desse livro que fica complicado destacar ( Sério, só se eu fosse destacar o livro todo, praticamente).Mas vou tentar...


Alguns trechos:

Logo no começo, só para variar a citação que a autora escolhe é perfeita:

" Nenhum homem escolhe o mal porque é o mal.
Ele  apenas o confude com felicidade, o bem que procura." - Mary Wollstonercraft

Nas últimas páginas:

" A eternidade não torna a perda esquecível, apenas tolerável" 

 "Enquanto ainda puder sonhar, sonharei com você".

sexta-feira, 16 de agosto de 2013

Resultado da Promoção:Kit do Filme Cidade dos Ossos

Galera e hoje saiu a lista dos 5 vencedores da promoção! Lembrando que só coloquei o nome de quem seguiu TODAS as regras mencionadas na postagem. O sorteio foi feito pelo o site:http://www.sorteador.com.br/, os números de cada pessoa foram conforme a ordem dos comentários na postagem.

Parabéns aos vencedores!


Paula Cristina
Ana Nathalie de Mello Rodrigues
Thatiana Mortani
Amanda Paiva da Silva
Naiara Rodrigues da Silva 

 Já mandei o e-mail dos respectivos vencedores para o responsável da Paris Filmes.

quarta-feira, 14 de agosto de 2013

Assisto ou Desisto: Penelope

Hoje, estreando mais um quadro novo que criei para o Eternamente Princesa!, o quadro "Assisto ou Desisto"... Há filmes em particular, que não me chamam atenção; e é uma grande surpresa quando após assistir me surpreendo. Claro que nem tudo são maravilhas, às vezes mesmo tentando ver o filme não consigo! Então resolvi criar esse quadro para compartilhar minha experiência .

 O primeiro filme escolhido foi um que vi há um bom tempo atrás, mas me conquistou, chegando até a entrar na minha disputada lista de filmes favoritos. Ah! E antes que me esqueça, lembro a todos, nos comentários dessa postagem sintam-se à vontade para sugestionar filmes para o quadro.
 Voltando, ou melhor começando... A falar sobre o filme escolhido... "Penelope" nunca havia chamado minha atenção... Na época sempre que eu via a capa do DVD com aquela menina escondendo parte do rosto e ao ler a sinopse, só pensava... "Ok um filme com uma menina com o nariz de porco e não parece ser algo bom"
Sinopse: "Penelope sofre de uma antiga maldição: nasceu com um nariz de porco. Seus pais fazem o possível para mantê-la afastada do mundo exterior e para reverter a situação. Sua mãe crê que se puder casar sua filha com um sangue azul, a maldição será quebrada e sua filha será normal. O problema é que quando os pretendentes olham para Penelope, eles fogem aterrorizados... Até que surge o jovem Max, contratado para tirar uma foto sua."

 E como eu estava COMPLETAMENTE enganada! Acabei vendo filme mesmo, especialmente por causa do ator James Mcavoy... A atuação dele está ótima como sempre, mas independente disso o filme é MARAVILHOSO, contado de uma forma gentil, se tornando um verdadeiro conto de fadas! Com uma linda lição (se não diversas lições).


O legal que fui saber mais tarde é que tal filme, foi inspirado em um livro da autora Marilyn Kay.

Então, se um dia alguém perguntar "Ei! Vamos assistir Penélope", espero que a  resposta de vocês seja a mesma que a minha: "Sempre!"

domingo, 11 de agosto de 2013

Livro:Deusa de Troia


Sinopse:"As deusas Hera, Atena e Vênus entraram na Guerra de Troia, presenciando uma devastação sem precedentes. Tudo por causa dos tolos egos masculinos. O pior de tudo é a presença do belo e arrogante Aquiles, o lendário guerreiro grego, cujos poderes o fizeram praticamente indestrutível. Para acabar com a Guerra, elas precisam achar uma maneira de detê-lo. No entanto, a única maneira de cessar sua sede de batalha é encontrar algo que o distraia. Algo muito mais prazeroso que o mero combate."

  Logo nas primeiras páginas o leitor encontrará uma cartinha da autora explicando sobre sua série Goddess, em que P.C.Cast, famosa pela série House Of Night, escreve explicando que nesses livros ela recria histórias conhecidas... E é muito fofo de sua parte nos agradecimentos ressaltar os fãs!


 Apesar de ter diversos livros, tais NÃO precisam ser lidos em ordem, pois cada contém uma história diferente.

  "Deusa de Troia" foi o primeiro da série que li e adorei. Não teve como ler esse livro e toda hora não fazer associações ao filme Troia que por sinal já vi milhares de vezes!
 No livro Kat e Jack são transportadas do mundo atual para a Guerra de Troia, a deusa Vênus dá a Kat a missão de "entreter" Aquiles já que este era atacado pela fúria e  as mulheres tinham medo dele.Nessa confusão toda, não teve como não rir da reação das personagens ao encontrarem com as deusas, se ver em um mundo sem eletricidade...

 É bem interessante a versão cômica e hot de P.C.Cast sobre essa conhecida história, o que me deixou surpresa foi a parte do cavalo de Troia.Não vou revelar para não estragar, a surprise!


 O que abstraí na descrição foi a parte de Aquiles ser repleto de cicatrizes, tudo bem dá para imaginar com machucados, mas como vi o filmeTroia tantas vezes, particularmente  foi missão impossível, não associar Aquiles a Brad Pitt.


  Quem gosta de uma história diferente, "bem fantasiosa" e com cenas hots, fica  aí uma ótima sugestão de leitura.


Um agradecimento a editora Novo Século, parceira aqui do blog que enviou o livro para resenha.

terça-feira, 6 de agosto de 2013

Promoção:Kit Cidade dos Ossos


Um filme que estava aguardando ansiosamente está chegando! Vocabulário: mundano, estela, Clave... Roupa: Casaco de couro, bota...  Tudo isso em breve  será  moda. O motivo?
 Cidade dos Ossos é um filme que promete... Para quem ainda não conhece, este é baseado no livro de Cassandra Clare, o primeiro da saga Os Instrumentos Mortais.  O livro também ficou marcado com a seguinte declaração de Stephenie Meyer (Autora de Crepúsculo)
 Queridos Edward e Jacob, Adoro vocês dois, mas vou passar o fim de semana com Jace.”
 Já vi milhares de vezes, todas as versões possíveis de trailers ... Melhor que comentar é mesmo ver,  segue aqui  uma  das versões  legendada:


Quem me conhece um pouquinho sabe, sou mega fã e para compartilhar essa alegria com os leitores do blog, em parceria com a Paris Filmes,  o Eternamente Princesa! Vai sortear 5 kits do filme "Cidade dos Ossos".
Cada kit contém: 1 mini pôster + 1 pingente + 1 sacola + 1 par de ingressos .
Promoção é válida para todo o Brasil 
Regras:
-Comentar a postagem ( Além do comentário, é obrigatório para validar a participação colocar Nome completo e e-mail  para contato!)
-Ser seguidor do Blog Eternamente Princesa!
- Válido até 15/08/2013
-Resultado 16/08/2013
O envio do Kit  para cada ganhador será responsabilidade da Paris Filmes.

Lançamento Grupo Editorial Pensamento: ATORMENTADA



Sinopse:"Rinn é uma garota bipolar, que mantém o transtorno sob controle com a ajuda de medicação. Ela mora com a mãe e estuda no Colégio River Hills, onde dizem que a piscina é assombrada por Annaliese, uma adolescente que se afogou ali vinte anos antes. Quando coisas terríveis começam a acontecer aos seus colegas e não a ela, Rinn promete descobrir por que não pode ser "atingida" pelo espírito de Annaliese. Ela consegue fazer contato com o fantasma, que não se mostra nada pacífico. Ao descobrir o motivo, Rinn pede ajuda para seu namorado Nate, e elabora um perigoso plano para descobrir a verdade. Logo realidade e fantasia se confundem, até Rinn perceber que é quase impossível diferenciá-las. Diante de uma força malévola que ameaça a vida de todos de quem ela gosta, Rinn se pergunta se de fato pode confiar no que sente ou se está novamente perdendo o contato com a realidade"

Assista ao Booktrailer:


segunda-feira, 5 de agosto de 2013

O novo do passado, clássico de hoje: O Diário da Princesa

Uma adaptação cinematográfica da Disney do livro da queridíssima autora Meg Cabot.
O filme não é fiel ao livro, realmente é só baseado! Quem leu sabe, as diversas diferenças, a avó da Mia no livro não se dá bem com a neta, o pai dela ainda está vivo é apenas divorciado da mãe, tem a fofa personagem Tina Hakim Baba que não foi colocada no filme... Contudo apesar disso tudo, “O diário da princesa” é um ótimo filme e tem um lugarzinho especial no meu coração.
 Começando pelo elenco, a escolha de Julie Andrews  como a rainha Clarisse Renaldo não poderia ser melhor, a eterna noviça –rebelde  continua esbanjando beleza e talento. E foi nesse filme que tivemos a estreia da até então desconhecida, atriz Anne Hathaway fazendo a protagonista  Amelia Mignonette Grimaldi Thermopolis Renaldoprincesa de Genóvia, também mais conhecida apenas como Mia. No elenco ainda temos a atriz Mandy Moore dessa vez representando uma vilã com a personagem Lana.
 Lembro que quando eu tinha os meus 13 anos e vi propaganda do filme, logo me interessei. Ficou marcada a cena em que aquela adolescente de cabelo rebelde aparece tomando chá de um modo nada elegante e tendo um treco com a notícia que acabara de receber “Ela é uma princesa!”. E desde então se tornou um dos meus filmes favoritos!
 Como não se lembrar da cena clássica  da  transformação da  jovem comum em uma bela princesa. A cena  do  jantar de apresentação em que Mia comete diversas gafes. Uma das cenas finais, Mia com aquele moletom molhado, fazendo seu primeiro discurso oficial. E claro a cena quando Michael  simplesmente  pergunta porque  ele , e ela  responde:


  Por isso, com certeza O diário da Princesa foi um daqueles filmes doces que se tornaram um eterno clássico.